sexta-feira, 23 de março de 2018

Acho que sou Misantropo!

Misantropia do Sr. Bufunfa!

Recentemente aqui nas minhas pesquisas e estudos, me deparei com isso. Realmente acho que é o meu caso. Você sabe o que é Misantropia? Acho que muitos amigos aqui da Finansfera também são hein. kkkkk. Bora lá...

Misantropia é a aversão ao ser humano e à natureza humana no geral. Também engloba uma posição de desconfiança e tendência para antipatizar com outras pessoas ou um determinado grupo de pessoas. Um misantropo é alguém que desconfia da humanidade de uma forma generalizada. O termo também é aplicável a todos aqueles que se tornam solitários por causa dos sentimentos acima mencionados (de destacar o elevado grau de desconfiança que detêm pelas outras pessoas em geral)

O misantropo é uma pessoa que tem aversão ao convívio social, prefere viver em isolamento, não mostra preocupação em se dar com as outras pessoas, de ter uma vida social preenchida — tem tendência a ter uma pouca ou praticamente inexistente vida social. Também apresenta estado de reclusão que alguns indivíduos escolhem para viver e é uma pessoa muito inteligente, tende a resolver desafios e enigmas com muita facilidade, já que vive de um raciocínio puramente lógico, embora não se deixe ser percebido.

De modo geral, a misantropia tem facetas múltiplas, tanto positivas quanto negativas. Positivamente, misantropos são via de regra ótimos escritores, astutos observadores e pesquisadores da vida, criaturas sensíveis, inteligentes, críticos do status quo, seres perspicazes e filósofos por natureza. Adversamente, a hipersensibilidade e o idealismo do misantropo o levarão a viver em luta constante com ondas de pessimismo, apatia e isolacionismo, que, se não bem administradas, poderão afetar seu modo de viver e produzir. Portanto, idealmente, o misantropo deve buscar balancear a vida em sociedade com o respeito e entendimento à sua própria individualidade e filosofia de vida.

Os misantropos expressam uma antipatia geral para com a humanidade e a sociedade, mas geralmente têm relações normais com indivíduos específicos (familiares, amigos, companheiros, por exemplo). A misantropia pode ser motivada por sentimentos de isolamento, alienação social, ou simplesmente desprezo pelas características prevalecentes da humanidade/sociedade.

A misantropia não implica necessariamente uma atitude bizarra em relação à humanidade. Um misantropo não vive afastado do mundo, apenas é reservado (introvertido/tímido fundamentalmente) e, é precisamente por este fato que é habitual serem poucos os seus amigos ou pessoas que estabeleçam um vinculo afetivo. Olham para todas as pessoas com uma desconfiança, é frequente fazerem "juízos de cálculo" de cada um que se aproxime, embora muitas vezes não o demonstrem.

São pessoas que não gostam de grande agitação ao seu redor, pois não se sentem bem diante de muita gente, preferindo ficar em casa a sair para locais de diversão (indisposição para ir a lugares com muita gente, o que invariavelmente faz da pessoa uma caseira convicta). Podem ocorrer frequentes mudanças de humor: ora feliz, ora melancólico, o termômetro do estado de espírito fica louco, oscilando constantemente (poucas são as pessoas que veem este seu aspecto, normalmente as mais próximas). Normalmente são muito perfeccionistas no que gostam de fazer e no que se comprometem a fazer. É muito frequente destacarem-se nas áreas em que estão inseridos (as que eventualmente têm um à vontade), pois dedicam grande parte do seu tempo as coisas que gostam de fazer.

A misantropia costuma aparecer desde logo durante a infância em crianças tímidas, introvertidas e caladas que têm dificuldades em fazer amigos, nomeadamente na escola, preferindo muitas vezes ficarem sozinhas. Com o passar dos anos, tendem a ser bastante sarcásticos/irônicos nas observações que fazem (pode-se dizer que em parte a grande timidez é disfarçada por estas duas características) — têm uma interpretação muito própria de tudo aquilo que veem e de tudo aquilo que lhes é dito pelas outras pessoas, sendo bastante observadores e atentos ao que os rodeia, embora, muitas vezes, não o pareça.

Uma das explicações mais consistentes para esta aversão social deriva do fato de darem bastante relevância aos aspectos negativos que constatam nas pessoas ou simplesmente terem medo que estas os desiludam, daí as evitam. Têm uma forte sensibilidade ficando extremamente afetados com tudo o que os rodeia (mesmo que muitas vezes não estejam envolvidos diretamente) daí ser muito fácil, ao longo da vida, passarem por várias depressões.

Quando adulto, o misantropo tende a ser uma pessoa com o psicológico muito forte e difícil de ser abalado (ver: resiliência). Esta característica se deve ao fato do misantropo possuir uma alta sensibilidade, que lhe auxilia a entender o mundo de forma mais profunda, e a refletir durante seus inúmeros momentos de solidão. Misantropos são incansáveis pensadores. É importante salientar que misantropos, diferentemente das demais pessoas, não enxergam a solidão como algo negativo e trágico em suas vidas.

Viver sozinho e em constante pensamento é uma forma de entrar em contato com seu eu interior e descobrir a verdadeira razão de estar vivo e fazendo da vida suave e tranquila, o conceito errado de solidão e sofrimento para essas pessoas não existe.

Expressões evidentes de misantropia são comuns em sátira e comédia, embora a intensa seja geralmente rara. Expressões mais sutis são mais comuns, especialmente para mostrar as faltas/falhas na humanidade e sociedade.


É muito importante salientar que o misantropo tem dificuldades em assumir essas características tanto para si mesmo quanto para as pessoas mais próximas. Raros são os casos em que eles refletem acerca da possibilidade da misantropia ser integrante real das suas vidas (estes entram em uma categoria limitada de misantropos), costumando negar a existência desta em todos os casos.

Até a próxima Bufunfeiros!

23 comentários:

  1. Acredito que tenho alguns traços de mizantropia. Tenho uma certa antipatia pela humanidade e sociedade em geral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho q todo mundo que mexe com investimentos tem um pouco disso. kkkk Somos muito diferentes de todo mundo.

      Excluir
  2. Fala Sr Bufunfa,

    Belo post. O House é um bom exemplo mesmo rs
    Me identifico com algumas coisas da misantropia. Talvez eu seja um também kkk

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Caramba, não sabia que e era um misantropo! Kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Olá SB,

    Acho que sou um pouco. Só não sou tão inteligente. kkkkk.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Acho q fiquei assim por causa da internet, vejo diariamente coisas q um ser humano é capaz de fazer q até o diabo fica assustado. Até andei eu mesmo criando um lista de coisas q me recuso a assistir seja pq me enviaram por WhatsApp ou por links no Facebook, entre essas coisas está vídeos do ISIS e crueldade contra animais.

    Sr. IF365

    Blog IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    https://srif365.wixsite.com/if365

    ResponderExcluir
  6. Nunca mais esqueço o que significa. rs.. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Pow Bufunfa, você não é... é casado, viaja com a esposa e amigos !! rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... Lá diz que a gente é normal com as pessoas mais próximas. O problema é o relacionamento com a massa.

      Excluir
  8. Olá Bufunfa.

    Identifiquei-me com vários traços da descrição de misantropia que descreveu. Eu até gostaria de ter mais amigos e sair mais, mas falta paciência para cultivar amizades, rs. Sendo um "cara de Exatas" sempre gostei mais de computador e números do que de pessoas.

    Vejo também que o Brasil está cada vez mais fortalecendo a misantropia, sendo que está cada vez mais perigoso sair de casa. Também estamos cada vez precisando interagir menos com pessoas "de carne osso" (banco no app de celular, IFood, robôs de atendimento telefônico em SAC de empresas, totens de atendimento em lojas, trabalho via home office, compras via internet (até supermercado), etc).

    Bom post! Gostei!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que a tecnologia só potencializa... Quem é já nasceu assim. Pelo menos penso isso.

      Excluir
  9. Senhor Bufunfa,

    Gostei do seu post, também tenho vários traços.
    Eu sabia que misantropia era aversão ao ser humano, mas não que fosse um tema tão abrangente, com vários aspectos do perfil psicológico envolvidos. Parece ter uma certa relação com o perfil esquizóide.

    Fiz uma resenha há algum tempo sobre o livro Psicopatas do Cotidiano. Se quiser ver: Simplicidade e Harmonia - Psicopatas do Cotidiano - Resenha
    É um livro que esclarece muita coisa, vale a pena a leitura.

    Meu próximo post (27/03) aborda um pouco o assunto, a parte da solidão - será que ela é mesmo tão ruim quanto a sociedade demonstra?

    Um bom final de semana,

    ResponderExcluir
  10. Sou assim completamente. Ainda mais, pelo fato de ter que tomar calmantes, por ser uma pessoa hiper ativa. Não é fácil conviver com pessoas "entronas", interesseiras e folgadas. Sendo família então, é pior ainda.
    Lil@

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Da família a gente sempre espera o melhor e não o pior...

      Excluir
  11. Me identifiquei. Detesto ser Humano que não conheço.

    ResponderExcluir
  12. Me identifiquei totalmente, mas acho que mesmo sendo misantropos ainda somos seres humanos e por isso temos necessidade de termos ligações afetivas e é aí que está o grande problema, porque temos a necessidade mas não encontramos pessoas com as quais essa necessidade possa ser satisfeita.

    ResponderExcluir
  13. Me identifiquei totalmente, mas a grande questão é que apesar de sermos misantropos ainda somos seres humanos e poir isso temos necessidade de ligações afetiva emocionais, porém não encontramos pessoas com as quais consigamos estabelecer essa ligação. Sofrimento isso.

    ResponderExcluir

Blogs Recomendados